Mandatário para a Juventude: Frederic Silva Monteiro Mbassa

Agradeço desde já a presença de todos, sem exceção, presentes nesta sala e que vieram dar o seu apoio à candidatura de Jorge Carlos Fonseca.
É com enorme orgulho e honra que me apresento aqui hoje, como Mandatário Nacional para a Juventude da Candidatura de Jorge Carlos Fonseca a um segundo mandato como Presidente da República de Cabo Verde. É com sentido de compromisso que assumo esta incumbência e tudo farei para honrar a escolha e a decisão minha de aceitar.
Porquê aceitar ser mandatário nacional para a juventude?
Porque acredito que todos os jovens aqui presentes e a maioria dos jovens deste país, presentes em cada bairro do país, de Santo Antão à Brava, em cada casa, de cada cutelo desta nossa morabeza e na Diáspora, sentem orgulho do percurso feito, até hoje, por Jorge Carlos Fonseca.
Porque é com grande respeito e admiração que sei que o jovem Jorge Carlos Fonseca disse sempre presente. Presente na luta pela independência de Cabo Verde, presente pela democracia e pela liberdade, sempre presente na sociedade caboverdiana e que, hoje, diz presente ao país real nosso, comprometido com a causa da Nação, comprometido com a estabilidade institucional e que continua com uma energia inenarrável rumo ao desenvolvimento de Cabo Verde, que é desejo de todos nós.
Aceitei ainda porque sei que o que ele é hoje, muito se deve àquilo que ele foi enquanto jovem.: irreverente e sonhador, sério, comprometido com os valores que nos são muito caros hoje em dia, procurando construir o futuro destas pequenas ilhas de atlântico.
Hoje, nós jovens, temos mais uma oportunidade de afirmar com todo o nosso pulmão o que queremos para Cabo Verde, que queremos elevar o nosso país ao mais alto patamar de crescimento e desenvolvimento, aqui e na diáspora! Que somos, sem nenhuma dúvida, uma nação global. Que hoje, nós jovens, dizemos presente, como a força motriz, impulsionadora e catalizadora de Cabo Verde. Que temos confiança que trabalhando, junto com o nosso Presidente Jorge Carlos Fonseca, só podemos confirmar o processo transformador do país e, juntos, fazer brilhar estas ilhas em qualquer parte do mundo.
Hoje sabemos do potencial de todos nós!
Mas sabemos também dos desafios que nos esperam, sabemos que as dificuldades dos jovens de todo o país, é igual a todos os caboverdianos, não importa onde estejam ou residam.
Que a violência que afeta os jovens de todo país, e que nos magoa, magoa a todos os caboverdianos. Que desemprego que aflige e inquieta os jovens de todo o país, é preocupação de todos os caboverdianos e temos que ser partes da solução. Que a formação profissional de qualidade e educacional – da base ao topo – a procura de emprego dos jovens de todo o país é um desígnio nosso e temos de procurar melhorar sempre, de repudiar o facilitismo e a mediocridade, de vencer pela competência e dedicação.
Que sejamos jovens pais responsáveis, por forma a criarmos as nossas próprias famílias e cumprirmos os nossos deveres de cidadania. Que a criminalidade e o uso de drogas é realidade quotidiana e não o podemos permitir. Que o alcoolismo é um problema grave da nossa sociedade, um problema de saúde pública, e temos o dever de combater e ter voz nessa luta!
Caro candidato Jorge Carlos Fonseca, que a preocupação do meu vizinho seja sua preocupação e preocupação de todos os caboverdianos. Que o bem-estar do jovem Hugo de São Francisco, da jovem Titina de Ponta d’Sol, da jovem Maria de Sal Rei, do jovem Txutxu d órgãos e Tijon de Dja d’Sal, sejam preocupações minhas, suas, de todos nós, para que o bem-estar deles seja o bem-estar meu, seu e de todos!
Caro candidato Jorge Carlos Fonseca, queremos que a voz mais alta da nossa nação continue presente, sempre juntos de nós e que seja orientador e professor, e não deixe nunca cair a alma desta jovem nação que nos orgulha que é Cabo Verde.
Confiamos em Jorge Carlos Fonseca para continuar djuntu ku nos sima é stivi onti, é sta hoje e ta sta manhan!
Que sirva de elo com o governo, local e central, junto das instituições públicas e privada para fazer eco das nossas reivindicações, bem como a projeção do espírito criolo além-fronteiras, com especial carinho na nossa diáspora!
Hoje venho dizer presente e espero que todos os jovens digam presentes nesta luta que ora continua e que o Sr Presidente continue como nossa referência de excelência em tudo.
Queremos um presidente sempre juntos das pessoas, k no ta continuá ta cunfiá e ta continua ta creditâ na el!
Somos mais uma vez chamados este ano para provar da nossa resiliência e inteligência, e é com dever e sentido de estado que devemos todos responder: presentes! Presentes para que possamos continuar a construir uma sociedade inclusiva e dinâmica, sustentável e segura, presentes com voz firme e forte, unidos e perseverantes, criativos e entusiastas.
Porque somos Cabo Verde e o objetivo é comum!
Não basta dizer que queremos participar, é imperativo agir e sermos parte de uma sociedade ativa e de exercício de cidadania plena. Não basta exigir segurança, emprego e alternativas profissionais, é fundamental participar e gerar soluções sustentáveis, e não falar, não participar…não votar! Temos que votar porque mais que um dever é um direito nosso, porque somos Cabo Verde e Cabo Verde é nosso por direito.
Franklin Roosevelt dizia: “nem sempre podemos construir um futuro para os nossos jovens, mas temos sempre o dever de construir os nossos jovens para o futuro”. É essa voz que Jorge Carlos Fonseca será para os jovens e todo o Cabo Verde em geral, aqui e na diáspora, bem como para todos os amantes destas ilhas.
Nós jovens precisamos de um bálsamo para enfrentarmos com coragem e sempre de cabeça erguida os grandes desafios que têm pela frente.
Confiamos em si, e podemos confiar tranquilamente porque não nos desiludiu com o exercício do seu primeiro mandato. Não seja diferente, basta que seja o mesmo, que não descanse a sua voz, que continue a prestar a mesma atenção aos mais desfavorecidos, e que se mostre sempre firme na defesa da democracia, da liberdade, da justiça e da igualdade.
No fundo, continue a ser o jovem que sempre foi, porque zona é di nós e nós é zona sempre!!!
OBRIGADO!

FREDERIC SILVA MONTEIRO MBASSA